Renovatio

(Autor desconhecido)




Renovar vem do latim “Renovatio” que significa renascimento; a acção de tornar novo.
A renovação é a ação que se opõe às forças de natural degradação de todas as coisas através do tempo. Tudo tem um tempo quando sustentado por si só. Findo esse tempo, é preciso renovar, pegar nos elementos envelhecidos e sem brilho e transmutá-los em algo novo. Esta operação dá-se desde as realidades mais objetivas do mundo físico às mais internas, dentro e fora do ser humano.
A renovação não se dá sem sentido. A cada renovação a Natureza, da qual fazemos parte, busca aperfeiçoar-se, aprender com as experiências adquiridas através das máscaras desgastadas pelo tempo, superar as que não são mais necessárias e assim criar novas estruturas, mais aptas para plasmar o arquétipo que lhes corresponde. Assim sendo, a renovação é parte de um processo de evolução, em que a purificação lhe está diretamente relacionada. Renovar é purificar, é reestruturar, analisar e descartar os elementos que não servem, potenciar e desenvolver os elementos chave que levam ao desabrochar da essência que reside no interior e que interliga todas as coisas.