Portfolio

Coleção Sri Ram - Foto-book
(clicar na hiperligação acima)


«««««««  Galeria FOTOsophia  »»»»»»»
Para mais informações ver aqui




~ Colecção Sri Ram ~

1. Uma Verdade é Luz
"O auto-conhecimento, mesmo no seu início, dá lugar à Sabedoria. A sabedoria num indivíduo é a capacidade de reagir a qualquer pessoa ou a uma dada situação à luz do conhecimento da verdadeira natureza de cada uma dessas coisas."
(Sri Ram)

2. Ilusões
"O homem tem de descobrir por si próprio que o que ele pensa ser, o que ele chama “eu mesmo”, é uma ilusão, Maya; é apenas uma capa de muitas cores como aquelas que aparecem numa bolha à luz do Sol." 
(Sri Ram)

3. Profundidade
"O nosso conhecimento do mundo externo tem que equilibrar-se pelo conhecimento de nós mesmos. Quando um cava profundo em si, começará a sentir ali a identidade básica da vida e a unidade de toda a humanidade." 
(Sri Ram)

4. Desejo 
"Os nossos desejos são amiúde a génese das nossas fraquezas; as nossas fantasias, a criação dos nossos desejos; e estas fantasias, quando se tornam ajustadas à estrutura das nossas mentes, estão todas muito propensas a serem confundidas com factos." 
(Sri Ram)

5. Forma e Vida
"A Verdade pertence à Vida, como os factos pertencem à forma. Quando a natureza essencial da Vida é perfeitamente expressa na forma com a qual está vestida, ela torna-se a forma da Verdade."
(Sri Ram)

6. Auto-confiança
"A auto-confiança implica a não dependência psicológica do que é externo a nós mesmos. Essa não dependência acaba com o temor e confere uma dignidade que é completamente natural a quem consegue tal condição."
(Sri Ram)

7. Inegoísmo
"Esqueça-se de si mesmo e pense nas estrelas, na ilimitada extensão do céu, nas lindas flores do campo, nas maravilhosas verdades que você pode compreender, na compaixão, no encorajamento que você pode dar a alguém em necessidade, enfim, quase qualquer coisa excepto você mesmo e os seus desejos."                                   (Sri Ram)

8. Templo interior
"O templo da humanidade não terá as suas paredes completas senão pelo compartilhar progressivo, entre todos os homens, dos mais variados tesouros de pensamento e beleza do mundo."                 (Sri Ram)

9. Beleza
"A Natureza está a desenvolver beleza, bem como inteligência e capacidade. Aquilo que está oculto em cada coisa, a ideia atrás dela, está num processo de revelação, e será plenamente revelada quando a forma for perfeita e bela."
(Sri Ram)

10. Sacrifício
"A Lei da Vida na senda ascendente é a lei da doação ou sacrifício, o que não é privação mas a pura alegria para a mente e o coração irradiados por um divino impulso."                                                       (Sri Ram)

11. A Senda da Vida
"Para aquele que trilha a senda, o presente é sempre o presente, sem quaisquer resíduos do passado. Ele começa de novo o tempo todo. A sua vontade é uma nova vontade de momento a momento, embora uma vontade que gravite para o mesmo Norte inalterável."                                                                                                  (Sri Ram)

12. Simplicidade
"A simplicidade está numa aproximação directa e não complicada tanto a pessoas como a coisas, de maneira que nós as vejamos e as encontremos como elas são. Somente uma mente simples pode compreender e resolver as complexidades." 
(Sri Ram)

13. O Futuro
"Contemplar sem medo o que está por vir, o que pode vir, é em si mesmo uma condição de sabedoria. Estar oprimido pelo que pode acontecer no futuro, imediato ou remoto, é perder ou destruir o presente."
(Sri Ram)

14. Liberdade
"A verdadeira liberdade é um estado interior, é liberdade da paixão e do medo, da ânsia de apoio, de todo o tipo de influência que seja uma distorção da clara visão da verdade. Liberdade é, antes de tudo, uma liberdade de si mesmo como produto do passado, porque a influência do passado é uma limitação do presente."
(Sri Ram)

15. Criar
"Viver criativamente não é meramente criar algo a partir de uma comoção interna, mas recriar ou regenerar-nos, de forma a que possamos ser capazes de criar a partir de uma inesgotável corrente em nós mesmos."
(Sri Ram)

16. Sensibilidade
"A compaixão é, essencialmente, sensibilidade, um sentir com, um responder a, sem qualquer tipo de resistência. A compaixão contribui para a mais íntima compreensão; ela ajusta-se perfeitamente a todos e a tudo; ela é a mãe da suavidade e da cura."                                                                                                                                                      (Sri Ram)

17. Máscaras
"Cada pessoa que encontramos é uma máscara que obscurece um mistério, e toca a nós descobrirmos a natureza da individualidade, a beleza e a singularidade que está detrás dessa máscara."
(Sri Ram)

18. Ideais
"Todos os ideais são sonhos celestialmente inspirados, visões da Verdade que reside na sua plenitude no Eu espiritual ou Divino. Quando o ideal e o real são unos, pensamento e vida coincidem."
(Sri Ram)

19. Limitações
"Antes que possamos transcender as limitações, seja em nossa própria natureza ou nas circunstâncias em torno de nós, devemos tentar entender o que é que elas nos estão a pretender ensinar."
(Sri Ram)

20. Ariadne
"Ao invés de estarmos presos pelo círculo estreito dos nossos apegos e interesses isolados, temos de viver num centro de forças irradiantes que não retornam para nós - viver numa atitude de dar e auxiliar."
(Sri Ram)

21. Paz
"O senso de paz surge da harmonia com a natureza essencial das coisas, um relacionamento internamente não distorcido e belo para com todos e com tudo. Paz não é entorpecimento nem rigidez, mas a extinção das ondas de inquietação, uma coerência e harmonia internas, uma experiência de totalidade, do fundir  da consciência na vida."
(Sri Ram)